Bem Vindos

O objetivo desse blog é mostrar a importância da psicologia e acupuntura na manutenção da saúde mental.Ligue e agende o seu horário!!!















sábado, 2 de maio de 2009

Esclarecendo as dúvidas sobre acupuntura

O QUE É ACUPUNTURA?
A acupuntura é uma técnica de tratamento que consiste no estímulo de pontos determinados da superfície da pele. Podem ser utilizados neste processo agulhas, ventosas, massagens, e até o calor proveniente da queima da moxa, preparada à partir da erva artemísia (moxabustão).

QUANDO COMEÇAR O TRATAMENTO?
De preferência logo no início dos sintomas. Quanto mais recente o problema, maior e mais rápida a possibilidade de resolvê-lo exclusivamente com acupuntura. O lado preventivo da acupuntura é a sua parte nobre e consiste na possibilidade de impedir que a doença se manifeste em sua plenitude.

QUAL A PREPARAÇÃO NECESSÁRIA ANTES E QUAIS OS CUIDADOS APÓS UMA SESSÃO?
Antes das sessões é interessante que a pessoa não esteja nem em jejum muito prolongado e nem ter comido em excesso. È conveniente que se abstenha de relações sexuais e atividades físicas muito intensas. No período de cerca de 1 hora após a sessão é necessário evitar tomar banhos ou atividades na água. Estas restrições não são de forma nenhuma absolutas, são apenas recomendações para que se obtenha o máximo resultado do tratamento.

A ACUPUNTURA É UM TRATAMENTO DOLOROSO?
Sim e não. As agulhas mais usadas têm mais ou menos a espessura de um fio de cabelo, cerca de 10 vezes mais fina que uma agulha comum de injeção. Um dos fatores que podem provocar dor é a inserção da agulha fora do acuponto. Embora a inserção não precise ser no local exato mesmo porque o ponto sofre pequenas oscilações de posição, mas não deve ser feita muito fora da região do ponto. Se a inserção da agulha é feita de forma muito agressiva também pode provocar dor. A manipulação da agulha também costuma ser dolorida, e no geral não é necessária. Excetuando-se estas condições, a aplicação das agulhas costuma ser quase indolor.

QUAL O MECANISMO DE AÇÃO DA ACUPUNTURA?
A teoria mais aceita hoje é a neuro-imuno-endrócrina. A agulha estimula as terminações nervosas dos músculos que mandam sinais para o sistema nervoso central que por sua vez libera neurotransmissores (endorfinas). No sistema nervoso central o estímulo da acupuntura se da em 3 níveis distintos: o medular, o mesencefálico e o hipotalâmico. A estimulação do eixo hipotálamo-hipofisário provoca a liberação de beta-endorfina. Esta liberação por sua vez leva a produção da mesma quantidade de cortisol, que atua em processos inflamatórios em geral. No nível do mesencéfalo os neurônios são estimulados e liberam serotonina e norepinefrina que inibem o impulso doloroso a nível medular. E finalmente no nível medular os interneurônios da substância gelatinosa liberam dinorfina e bloqueiam o impulso doloroso que se propaga pelas fibras aferentes nociceptivas Existe ainda um outro mecanismo pouco estudado pela ciência ocidental que é a captação da energia do céu e da terra pelo ponto de acupuntura, que na realidade é o que está na origem da teoria da acupuntura. .

A ACUPUNTURA PODE PROVOCAR EFEITOS OU REAÇÕES COLATERAIS?
Não. No geral pode ocorrer uma sensação de relaxamento durante e logo após a sessão. Se a sessão for muito longa a pessoa pode sentir-se um pouco zonza, mas logo ao andar passa. Após as sessões, muitas vezes ocorre um aumento da diurese. Algumas pessoas podem ter o aparecimento de algum tipo de eliminação como corrimentos vaginais, diarréias ou coriza, que significam uma eliminação do organismo que param com a seqüência do tratamento. Existe também um efeito colateral muito agradável, que é a sensação de bem estar que permanece por alguns dias após a aplicação, que está ligado a liberação das endorfinas.

PODE-SE MISTURAR OUTROS TRATAMENTOS COM A ACUPUNTURA?
Sim. Não é proibido associar a acupuntura a outros tratamentos. Psicoterapia, fisioterapia, homeopatia, tratamento alopático e muitos outros, geralmente tais tratamentos são beneficiados pela associação com a acupuntura, ocorrendo desde a aceleração e a facilitação de processos terapêuticos até a redução das doses dos remédios utilizados.

QUAIS OS EFEITOS COLATERAIS DA ACUPUNTURA ?
Alguns pacientes podem se sentir relaxados demais após a sessão. Em certos casos pode ocorrer a piora inicial dos sintomas, que geralmente é seguida pela melhoria da condição do paciente. Pontos muito sensíveis podem se tornar doloridos se manipulados em excesso, porém o endolorimento resultante tende a melhorar com o passar do tempo.

ACUPUNTURA PODE TRANSMITIR DOENÇAS?
Não, porque todas as agulhas utilizadas devem ser individuais, estéreis e descartáveis, o que torna seguro o tratamento.

HÁ SANGRAMENTO?
Eventualmente um vaso sanguíneo pode ser atingido. A acupuntura é isenta de riscos, logo tais sangramentos e hematomas resultantes não devem ser motivo de preocupação, pois são superficiais e ocorrem raramente.

COMO É UMA SESSÃO DE ACUPUNTURA?
Na primeira consulta busca-se estabelecer o diagnóstico da disfunção energética do paciente, dentro da visão oriental dos problemas de saúde. Os pontos são selecionados de acordo com um diagnóstico. Após a limpeza da pele com álcool à 70%, as agulhas descartáveis são inseridas (e deixadas no local), sendo retiradas depois de um período que pode variar de 15 minutos a 1 hora.

AS AGULHAS FICAM NA PELE APÓS A SESSÃO?
No caso da auriculoterapia sim, as agulhas permanecem por até cinco dias na orelha e são cobertas com micropore (fita adesiva não alérgica). Já as agulhas sistêmicas (corporais) são retiradas logo após as sessões. Em alguns casos, deixa-se uma agulha pequena coberta com esparadrapo no período entre uma sessão e outra, para que haja estímulo do ponto durante todo este tempo. A agulha de demora, como é chamada, pode ser molhada, recomendando-se que seja retirada ao primeiro sinal de incômodo.

EM QUE PRINCÍPIOS SE BASEIA A MEDICINA TRADICIONAL CHINESA?
De acordo com a medicina chinesa, o tratamento através da acupuntura visa à normalização dos órgãos doentes. Segundo a teoria da Acupuntura, todas as estruturas do organismo se encontram originalmente em equilíbrio pela atuação das energias Yin (negativas) e Yang (positivas). Por exemplo: pelo princípio de Yin e Yang pode-se explicar os fenômenos que ocorrem nos órgãos através dos conceitos de superficial e profundo, de excesso de deficiência, de calor e frio. Desse modo, se as energias Yin e Yang estiverem em perfeita harmonia, o organismo, certamente, estará com saúde. Por outro lado, um desequilíbrio gerará a doença. A arte da Acupuntura visa, através de sua técnica e procedimentos, estimular os pontos reflexos que tenham a propriedade de restabelecer o equilíbrio, alcançando-se, assim, resultados terapêuticos.

QUAL A FREQUÊNCIA DO TRATAMENTO?
Usualmente a frequência é de uma vez por semana, porém em casos agudos sessões diárias podem ser necessárias. A duração do tratamento é dependente do tempo da doença: quanto mais recente, mais rápido o resultado. Algumas doenças respondem mais rapidamente que outras. Como exemplo, dores lombares de origem músculo-ligamentar com menos de seis meses de duração exigem, em média, cinco sessões até o seu controle.

QUANDO POSSO INTERROMPER O TRATAMENTO?
Geralmente a alta acontece na ausência dos sintomas que levaram o paciente ao consultório. Em princípio sessões de manutenção não são necessárias, mas o paciente deve retomar o tratamento se notar que os sintomas estão reaparecendo. Neste caso, quanto mais cedo, mais rápido o resultado.