Bem Vindos

O objetivo desse blog é mostrar a importância da psicologia e acupuntura na manutenção da saúde mental.Ligue e agende o seu horário!!!















domingo, 16 de agosto de 2009

Treino em Habilidades Sociais

Para que Serve o Treino em Habilidades Sociais?

Iniciar e manter conversações; passar mais tempo em atividades sociais; deixar de preocupar-se; diminuir expectativas e aspirações; desenvolver um pensamento positivo, otimista; situar-se no presente; ter bom auto-conhecimento, auto-aceitação e auto-imagem; desenvolvimento de uma personalidade sociável, extrovertida; eliminar tensões negativas; ser autêntico; falar em público; expressões de amor, agrado e afeto; defesa dos próprios direitos; pedir favores; recusar pedidos; fazer obrigações; aceitar elogios; expressão de opiniões pessoais, inclusive discordantes; expressão justificada de incômodo, desagrado ou enfado; desculpar-se ou admitir ignorância; pedido de mudança no comportamento do outro e enfrentar críticas.

Comportamento Assertivo

Cada pessoa tem o direito de ser e de expressar a si mesma, e sentir-se bem (sem culpas) por fazer isso, desde que não fira seus semelhantes no processo. O comportamento que torna a pessoa capaz de agir em seus próprios interesses, a se afirmar sem ansiedade indevida, a expressar sentimentos sinceros sem constrangimento, ou a exercitar seus próprios direitos sem negar os alheios, é denominado de comportamento assertivo.
A pessoa não-assertiva tende a pensar na resposta apropriada depois que a oportunidade passou. A pessoa agressiva pode responder muito vigorosamente, causando uma forte impressão negativa e mais tarde arrepender-se disso.
Pesquisas demonstraram que o aprendizado de respostas assertivas inibirá ou enfraquecerá a ansiedade previamente experimentada em relações interpessoais específicas. Quando a pessoa se torna capaz de afirmar-se e fazer coisas por iniciativa própria, ela reduz apreciavelmente sua ansiedade ou tensão anteriores em situações críticas e aumenta seu senso de valor como pessoa. Este mesmo senso de valor está geralmente ausente na pessoa agressiva, cuja agressividade pode mascarar sentimentos de culpa e de insegurança.


Componentes comportamentais

1) Componentes Não Verbais

Olhar/ contato visual, sorrisos, gestos, expressão facial, postura, distância/ proximidade, expressão corporal, assentimentos com a cabeça, movimentos das pernas, movimento nervoso das mãos, aparência pessoal, entre outros.

2) Componentes Paralinguisticos

Voz (volume, tom, clareza, velocidade, timbre), tempo da fala (duração da resposta
distúrbios da fala, ausas/ silêncio na conversação, número de frases ou palavras que se repetem na conversação)e fluência na fala.

3) Componentes Verbais
Conteúdos de elogios, perguntas com final aberto/ fechado, auto-revelação, conteúdo de recusa, atenção pessoal, humor, verbalizações positivas, clareza, oferta de alternativas, expressões em primeira pessoa, razões/ explicações, iniciar a conversação, escolher o momento apropriado, tomar a palavra, ceder a palavra, saber escutar.


COMPORTAMENTO NÃO-ASSERTIVO
Nega a si próprio
Fica inibido
Fica magoado e ansioso
Permite que outros escolham
Não atinge os objetivos
Sente culpa ou raiva
Sente-se ferido, humilhado e na defensiva
Não atinge os objetivos desejados


COMPORTAMENTO AGRESSIVO
Valoriza-se à custa dos
dos outros
Se expressa
Deprecia os outros
Escolhe para os outros
Pode atingir os objetivos
ferindo os outros desejados
Repudia-se
Deprecia o emissor
Atinge os objetivos às custas
do emissor

COMPORTAMENTO ASSERTIVO
Valoriza-se
Se expressa
Sente-se bem consigo mesmo
Escolhe por si para ele
Atinge os objetivos desejados
Valoriza-se
Expressa-se
Pode atingir os objetivos desejados

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
CABALLO, V. E. Manual de Avaliação e Treinamento das Habilidades Sociais. São Paulo: Santos, 2008,

Nenhum comentário:

Postar um comentário